Blog da Editora Dialética

20 curiosidades sobre poesia

Poemas, poesias e fatos curiosos.

A história da poesia e seus personagens é composta pelo inesperado e pelo extraordinário. Poetas e palavras surgiram antes mesmo da escrita. E a trajetória da poesia até aqui está repleta de fatos curiosos. Confira alguns deles:


 1 – A poesia épica (epopéia) é uma das primeiras formas de poesia escrita e consiste em uma narrativa longa. As mais antigas são, além da Epopéia de Gilgamesh, as epopéias gregas Ilíada e Odisséia e as epopéias sânscritas indianas Ramayana e Mahabharata.

2 – A Epopéia mais antiga narra a história do rei Gilgamesh, originária da Babilônia, acredita-se que tenha cerca de 4.000 anos.  

3 – Mahabharata é o poema mais longo do mundo. É um poema épico indiano que tem cerca de 1,8 milhões de palavras. Ele é dividido em 2 livros e mais de 100.000 versos. Tem por volta de 10 vezes o tamanho de “A Ilíada” e “A Odisséia” juntos.

4 – Haiku é um poema curto originário do Japão e uma das formas mais populares de poesia. Ele é formado por apenas 17 sílabas e 3 linhas. Um pequeno verso que captura um momento da vida do poeta.

5 – O Dia nacional da Poesia é uma homenagem a Castro Alves, o “pela abolição da escravidão”, que faz aniversário no dia 14 de março.

6 – A chegada da poesia no Brasil ocorreu no século XVI, através do padre jesuíta espanhol José de Anchieta.

7 – William Shakespeare é o poeta mais vendido de todos os tempos. Com mais de 4 bilhões de vendas de livros em todo o mundo. O “Bardo de Avon” é considerado um dos maiores poetas que já viveram e o maior escritor do idioma inglês.

8 – Metrofobia é o medo da poesia.

9 – O termo “lésbica” deriva da poetisa da Grécia Antiga Safo de Lesbos, que viveu de 620-570 ac.

10 – O grande artista renascentista Michelangelo além de pintor, escultor e arquiteto também foi poeta.

11 – Metromania é a mania de escrever versos.

12 – A empresa de calçados ASICS é um acrônimo para a frase: “anima sana in corpore sano” (uma mente sã em um corpo são), é uma citação derivada da Sátira do poeta romano Decimus Junius Juvenalis, ou simplesmente Juvenal.

13 – Uma pequena porcentagem da população mundial pode ler durante os sonhos e tendem a ser escritores, especialmente poetas.

14 – O ensaísta e poeta francês Sully Prudhomme (1839–1907) foi a primeira pessoa a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura.

15 – O termo para sífilis vem de um poema épico do século XVI, “Sífilis ou a doença francesa”, do poeta italiano Girolamo Fracastoro, sobre um menino pastor chamado Sífilis que insulta o deus grego Apolo e é punido com uma doença horrível.

16 – Dante Alighieri, poeta e autor da Divina Comédia, foi condenado ao exílio de Florença, Itália em 1302. Sua sentença foi rescindida em 2008.

17 – Robert Frost foi o primeiro poeta a ler em uma inauguração presidencial quando JFK lhe pediu que recitasse um poema em sua casa em 1961. Frost escreveu um novo poema para a ocasião, mas foi incapaz de lê-lo por causa da claridade. Então, ele recitou “The Gift Outright” de memória em vez disso.

18 – O poema chinês “Poeta Comedor de Leões na Cova de Pedra” ou “Shī shì shí shī shǐ.” É composto exclusivamente por “shi” 92 vezes, mas pronunciado em tons diferentes.

19 – A lápide do poeta Charles Bukowski diz: “Não tente”.

20 – O romancista Samuel Butler acreditava que o poeta grego Homero era na verdade uma mulher. Outros estudiosos argumentam que a Ilíada e a Odisséia foram escritos por mais de um autor.
 

Por Natália Ribeiro

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Inscreva-se em nosso blog.

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu e-mail.

POSTS MAIS RECENTES

Conheça o livro “Inglês para todos à luz de Oscar Wilde”, da autora Nadja Gonçalves

“Neste livro atribui-se uma grande importância à leitura minuciosa dos textos, visando com isto a sua correta compreensão. Evita-se, assim, um entendimento baseado somente no sentido contextual. Isto porque o contexto, como forma de compreensão em uma segunda língua, embora importante, pode ser uma ferramenta de compreensão enganosa, pois, sobretudo no que diz respeito ao uso das preposições e advérbios, quando não os conhecemos suficientemente, certamente nos enganaremos quanto ao sentido preciso de várias frases e expressões”.

Leia mais »

Quer receber mais conteúdos excelentes como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.221 – 1º andar, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04538-133 // Telefone: (11) 4118-6308