Blog da Editora Dialética

Afonso Grisi Neto lança livro “Dignidade da pessoa humana”, obra que, dentre outras coisas, aborda acerca de elementos essenciais para o exercício da integridade e os direitos da pessoa humana

Graduado em Direito pela USP e Mestre em Direito pela mesma instituição, Afonso Grisi Neto é Doutor em Ciências Sociais pela PUC e Procurador da Fazenda Nacional aposentado.

Lançado pela Editora Dialética, o livro “Dignidade da pessoa humana: justificativa para uma intervenção institucional”, de Afonso Grisi Neto, apresenta elementos essenciais que proporcionam ao leitor uma reflexão completa e atual acerca da proteção da dignidade da pessoa humana.

A obra fornece ainda fatos que se caracterizam como justificativa para uma legítima intervenção internacional a cargo de uma instituição internacional, quando configurada uma agressão perpetrada pelo Estado ou por grupos armados contra a integridade física da população.

“Os conceitos que levam a dignidade da pessoa humana são os conceitos relacionados com o direito à vida, direito à integridade física e assim por diante. A dignidade tem uma projeção, ela se projeta em diversos campos das nossas atividades. “, exemplifica o autor. 

Com o objetivo de mostrar que a dignidade da pessoa humana é fundamental para o exercício dos direitos humanos, Afonso Grisi Neto fala sobre a complexidade do tema e explica a intervenção humanitária, conceito discutido na obra que, embora seja necessária em muitos momentos, acaba por ser alvo de críticas. 

A intervenção humanitária seria do ponto de vista do Direito Internacional, a intervenção exercida pelas organizações internacionais que estariam representando a vontade da comunidade internacional, não só de um país ou de um grupo de países, mas de toda a comunidade internacional. Um dos exemplos de uma organização de vocação universal, que é a ONU, cumpriria bem esse papel.

Afonso Grisi Neto é Graduado em Direito pela USP, Mestre em Direito pela mesma instituição, Doutor em Ciências Sociais pela PUC e Procurador da Fazenda Nacional aposentado / Foto: Arquivo Pessoal.

Junto à intervenção humanitária, o autor aborda outro tema na obra “Dignidade da pessoa humana: justificativa para uma intervenção institucional” que é a “Responsabilidade de Proteger”, um compromisso político global instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) que dialoga com a filosofia da necessidade dos países darem proteção para à população. 

Afonso Grisi Neto explica que essa terminologia significa que o primeiro mandatário do país, seja primeiro-ministro, presidente ou monarca, tem que garantir a sobrevivência do seu povo, bem como as melhores condições de vida. 

Logo, ele destaca ainda que se porventura o governo não conseguir cumprir com essa obrigação básica e fundamental, abre-se a possibilidade da comunidade internacional intervir, não no sentido de destituí-lo, mas aconselhar esse governo e ajudá-lo para que as obrigações com a sociedade sejam cumpridas. 

“O Estado tem que ter a responsabilidade de dar assistência a sua população. Cabe a ele principalmente essa função e vem a intervenção em caso de ele não conseguir a contento essa sua missão”, reforça o estudioso. 

O livro “Dignidade da pessoa humana: justificativa para uma intervenção institucional” é uma obra completa que fornece uma didática clara sobre a temática. Composta por 196 páginas, o livro está dividido em cinco partes. 

Na primeira parte, o autor discute os direitos humanos como corolário da dignidade humana, além de abordar sobre o alcance e significado da expressão “Direitos Humanos”.  Na segunda parte, o autor se aprofunda no fundamento teórico da dignidade da pessoa humana, se valendo de diversos pensadores como Kant, por exemplo. 

Na terceira parte, o autor discorre acerca da soberania do estado em face da violação da dignidade da pessoa humana.  Na quarta parte, da obra há uma discussão sobre a intervenção humanitária e as controvérsias acerca da delimitação da ação interventiva. 

Já na última parte de “Dignidade da pessoa humana: justificativa para uma intervenção institucional”, Afonso Grisi Neto aborda a proteção da dignidade da pessoa humana como justificativa para uma intervenção internacional institucional. 

Sobre a experiência de publicar da sua obra pela Editora Dialética, o autor destaca a sua satisfação. 

“A Dialética é uma editora conceituadíssima, renomada e, para mim, está sendo uma experiência maravilhosa. É realmente um aprendizado também em relação a todo esse leque de opções que vocês oferecem”, nos conta o autor. 

Veja também a Live sobre o livro “Dignidade da pessoa humana: justificativa para uma intervenção institucional”no Canal do Youtube da Editiora Dialética:

Você também tem alguma pesquisa ou estudo relevante a ser publicado como livro? Publique você também o seu estudo acadêmico e forneça material didático para a sua área de pesquisa. Clique aqui e converse com um de nossos consultores editoriais sobre como publicar sua tese e/ou dissertação como livro. Ou clique aqui e converse com um dos nossos consultores editoriais sobre como publicar seu artigo científico como capítulo de livro.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Inscreva-se em nosso blog.

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu e-mail.

POSTS MAIS RECENTES

Petronio Portella Nunes Filho lança livro “Mentiras que contam sobre a economia brasileira”. Sua proposta, dentre outros aspectos, é combater a desinformação econômica

Economista, com graduação na Universidade de Brasília (UnB), mestrado na University of Minnesota e doutorado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Petronio Portella conta com mais de 30 anos de experiência profissional como pesquisador do IPEA e consultor do Senado. O livro foi lançado pela Editora Dialética. Trata-se do seu terceiro livro.

Leia mais »

Marco Coura lança livro “A Vida de Jesus em Poesia”, que une espiritualidade e poesia ao abordar aspectos tratados pelos evangelhos a respeito da vida de Jesus Cristo de forma poética

Somado a formação em Direito, e dentre outras atividades, Marco Coura foi diretor da Academia Nacional de Polícia e adido policial junto à Embaixada do Brasil no Peru, é casado com Elaine Coura, pai de Dominique e Enzo e autor do livro “Fragmentos de Mim – Divagações e Experiências em Tom de Poesia”.

Leia mais »

Henrique Gaspar Mello de Mendonça lança livro “Uma filtragem constitucional no crime de falsificação de medicamentos e afins”, que chama atenção para desproporcionalidade da pena do crime de falsificação de medicamentos

Mestre em Direito pela Universidade Federal de Sergipe, Pós-graduado em Direito Processual pela ESMAL e em Direito Constitucional e do Estado pela IESF, Henrique Gaspar é Juiz de Direito vinculado ao Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe.

Leia mais »

Quer receber mais conteúdos excelentes como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.221 – 1º andar, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04538-133 // Telefone: (11) 4118-6308