Blog da Editora Dialética

Livro “Mediação e Conciliação Digital”, de Wanderson Tavares, traz pesquisa importante no âmbito do sistema financeiro

Wanderson Tavares é formado em direito pela UNESA, pós-graduado em direito civil e do consumidor pela ESA da OAB/RJ e em direito público e privado pela UNESA, além de mestre em direito pela Escola Paulista de Direito.

A obra “Mediação e conciliação digital como ferramentas de solução para o retorno do crédito concedido no âmbito do Sistema Financeiro: a pandemia no processo de aceleração digital e a inadimplência”, publicada pela Editora Dialética, é fruto da inquietação do autor Wanderson Tavares, no que diz respeito a dificuldade na recuperação de valores em juízo, seja por morosidade do judiciário ou pela insuficiência de garantias, ou bens a serem penhorados dos devedores.

Conhecido por sua atuação como advogado e com um vasto currículo acadêmico, o pesquisador e escritor, é formado em Direito pela Universidade Estácio de Sá,  pós-graduado em Direito Civil e Consumidor, pela Escola Superior de Advocacia da OAB/RJ,  pós-graduado em Direito Público e Privado, pela Universidade Estácio de Sá, mestre em Direito, pela Escola Paulista de Direito – EPD, na área de Soluções Alternativas de Controvérsias Empresariais – Mediação e Arbitragem e, entre outras atividades, atualmente é advogado militante na Assessoria Jurídica Regional do Banco do Brasil S.A, em São Paulo.

Termos que norteiam a obra de Wanderson, a mediação, no âmbito judicial, é uma maneira de solucionar conflitos, visto que, o procedimento é estruturado. No qual conta com uma terceira pessoa, imparcial no que diz respeito as partes, para mediar a interação. Já a conciliação, embora seja semelhante à mediação, é um processo breve e mais simples que também carece da imparcialidade do facilitador, mas permite que este haja de maneira ativa na sessão, de modo a harmonizar ou até restaurar a relação social entre as partes envolvidas. Ambas as ações buscam resolver o conflito de interesse.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça – CNJ, os medidores e conciliadores atuam de acordo com os princípios fundamentais, estabelecidos na Resolução n° 125/2010 e são regidos pela confidencialidade, decisão informada, competência, imparcialidade, independência e autonomia, respeito à ordem pública e às leis vigentes, empoderamento e validação.

Considerando esse fato, o livro Mediação e conciliação digital como ferramentas de solução para o retorno do crédito concedido no âmbito do Sistema Financeiro: a pandemia no processo de aceleração digital e a inadimplência”, iniciou-se como uma pesquisa para a defesa de dissertação de mestrado entre 2018 e 2019, e foi adaptada como livro, de maneira a abordar também como o atual cenário pandêmico é capaz de auxiliar na rapidez dos processos jurídicos por meio das plataformas digitais.

Com os recentes acontecimentos, a situação de pandemia e a aceleração digital, tive a certeza de que o tema era bem atual e, assim, fiz alguns ajustes e atualizações para que a pesquisa pudesse contemplar a nossa atual situação.

Wanderson Tavares é formado em direito pela UNESA, pós-graduado em direito civil e do consumidor pela ESA da OAB/RJ e em direito público e privado pela UNESA, além de mestre em direito pela Escola Paulista de Direito. / Foto: Arquivo Pessoal

Com o advento da pandemia provocada pela Covid-19, por conta do isolamento social necessário para auxiliar no combate à doença, muitas atividades passaram a ser realizadas por meio da internet. Com este cenário, ocorreu uma aceleração digital ainda maior no mundo decorrente do afastamento social e, para Wanderson, esta situação, embora caótico de modo geral, foi relevante para promover a análise acerca da viabilidade da utilização de plataformas digitais para o retorno dos valores concedidos em financiamentos e empréstimos. Já que o pesquisador acredita que por meio da conciliação e da mediação digital, é possível, ainda, formalizar acordos com maior rapidez e economia.

O autor explica que sente uma defasagem dessa prática no meio jurídico e afirma que existe uma grande carência de estímulos para a utilização dos meios digitais de modo a recuperar valores. Há diversas plataformas focadas na relação de consumo como, por exemplo, o “consumidor.gov”. Entretanto, todas enfatizam as reclamações dos consumeristas, sem focar também nos acordos para o pagamento de dívidas. Logo, esta realidade é algo que incomoda Wanderson, por isso ele está sempre pesquisando e estimulando a pesquisa.

O estudo e a pesquisa nunca podem parar e o conhecimento tem que ser acessível a todos.

Wanderson Tavares é formado em direito pela UNESA, pós-graduado em direito civil e do consumidor pela ESA da OAB/RJ e em direito público e privado pela UNESA, além de mestre em direito pela Escola Paulista de Direito.

O pesquisador afirma que, embora o tema central do seu livro ainda seja pouco aplicado, ele pôde se inspirar em grandes nomes da literatura jurídica, como o escritor Nelson Abrão, além de pessoas próximas, como seu orientador do mestrado, Dr. Alexis Couto de Brito, e sua ex-chefe, Dra. Mércia Kottkle, aos quais ele agradece na obra, para compor a pesquisa. Desse modo, com o objetivo também de inspirar outros profissionais, o escritor direciona seu livro para os operadores do direito, em especial, aos que militam na área do sistema financeiro, direito bancário, direito do consumidor e digital, e, ainda, aos profissionais da área de mediação e conciliação.

Por ser do meio acadêmico, a publicação de livros tem um peso engrandecedor para Wanderson.

Publicar uma obra faz parte de um processo, não só de satisfação pessoal, mas de reconhecimento, maturidade e valorização profissional, pois, não é fácil, ante a rotina pesada, conseguir escrever e publicar uma obra. Vejo isso [a publicação de livros] como um diferencial de mercado e profissional, pois, demonstra a preocupação no que diz respeito à capacitação profissional.

Wanderson Tavares é formado em direito pela UNESA, pós-graduado em direito civil e do consumidor pela ESA da OAB/RJ e em direito público e privado pela UNESA, além de mestre em direito pela Escola Paulista de Direito.

A Editora Dialética é a maior editora acadêmica do Brasil e conta com mais de 3.000 livros publicados. A Dialética sabe da importância da publicação para alavancar a carreira do acadêmico, por isso busca entregar obras de qualidade por meio de preços justos e transações transparentes com seus autores.

Nesse sentido, ver seu livro publicado proporciona ao autor a sensação de dever cumprido, já que ele assegura que o trabalho de pesquisa precisa ser compartilhado, para que outras pessoas possam ser beneficiadas com o estudo realizado ou desenvolver novas ideias e soluções para a problemática em questão.

Você também tem alguma pesquisa ou estudo relevante a ser publicado como livro? Publique você também o seu estudo acadêmico e forneça material didático para a sua área de pesquisa. Clique aqui e converse com um de nossos consultores editoriais sobre como publicar sua tese e/ou dissertação como livro. Ou clique aqui e converse com um dos nossos consultores editoriais sobre como publicar seu artigo científico como capítulo de livro.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Inscreva-se em nosso blog.

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu e-mail.

POSTS MAIS RECENTES

Elaine Ferreira dos Santos, autora do livro “O discurso de um grupo musical: rap” lança obra para professores e todos os interessados em conhecer o gênero Rap 

Doutora em Língua Portuguesa com ênfase em Análise do Discurso – Literatura Africana, PUC-SP, Mestre em Língua Portuguesa com ênfase em Análise do Discurso nas Letras de Rap, PUC-SP, dentre outras formações, Elaine Ferreira dos Santos atua como professora desde 1990 no ensino fundamental e médio e em 2003, iniciou no Ensino Superior prestando serviços em diversas Universidades.

Leia mais »

Livro infantojuvenil “Mininho: Dores de um Cotovelo” aborda abandono e depressão

O lançamento, fruto de Especialização em Escrita Criativa das universidades UNICAP (PE) e PUCRS (RS), leva a autoria do Mestre em Indústrias Criativas Rodrigo Paiva e recebeu orientação do diretor pernambucano Adriano Portela (Recife Assombrado, 2019). A obra ilustrada, publicada pela editora Dialética, conta com inspirações vindas da infância do autor e antecede outro livro que está por vir.

Leia mais »

Priscilla Queiroga, autora do livro A construção do dolo no direito tributário, lança obra para auxiliar advogados tributaristas e demais profissionais a identificarem os caminhos a percorrer quando se trata de comprovação de dolo

Mestre e Especialista em Direito Tributário, Priscilla Queiroga é Graduada em Direito, Professora Seminarista e Advogada, tendo atuado como Escrivã de Polícia Civil e Assessora Jurídica no Ministério Público Estadual, Tribunal de Justiça e Tribunal Regional Eleitoral.

Leia mais »

Quer receber mais conteúdos excelentes como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.221 – 1º andar, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04538-133 // Telefone: (11) 4118-6308