Blog da Editora Dialética

Médico cofundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, Luiz Levy, publica livro “Um olhar sobre o nosso olhar” com a Editora Dialética

Luiz Levy é formado em Psicanálise pela SBPRJ, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, atuou como Secretário Executivo do Bem-Estar Social no INPS, exerceu a atividade de Presidente da Associação Brasileira de Psicanálise e Presidente da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro - SBPRJ. Somado a isso, o pesquisador fundou também o Instituto Cultural Freud.

Luiz Emmanuel Levy é um importante médico carioca, atuante na área da Psicanálise, conhecido por sua atuação como coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral. O Psicanalista, formado pela Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de janeiro – SBPRJ, possui uma trajetória ampla. Luiz foi Superintendente de Reabilitação Profissional, atuou como Secretário Executivo do Bem-Estar Social no Instituto Nacional de Previdência Social – INPS, exerceu a atividade de Presidente da SBPRJ, além ter presidido ainda a Associação Brasileira de Psicanálise. Contudo, o pesquisador fundou também o Instituto Cultural Freud, destinado ao estudo crítico do próprio saber na prática psicanalítica e demais formas de intervenção voltadas para o bem-estar humano.

Partindo dessas experiências, Luiz desenvolveu a análise que se transformou no livro “Um olhar sobre o nosso olhar”. A obra dividida em cinco capítulos detalhados conversa com o leitor de forma plena e bem humorada, sem deixar de passar toda a essência e experiência adquiridas pelo pesquisador ao longo da sua vida.

A essência do livro é mostrar para o leitor um olhar que está intrínseco nele, mas que ele não percebe facilmente.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

“Um olhar sobre o nosso olhar” trata-se de uma análise voltada para discutir as verdades absolutas que cada ser humano tem sobre algo que acredita. Para Luiz, algumas pessoas têm intrínseco um ideal de que o que ela pensa sobre algo é um fato. No entanto, segundo Luiz, geralmente, a forma como cada pessoa enxerga algo é o reflexo do que já está na mente dela.

Quantas vezes em que a pessoa pensa que o namorado está apaixonado por ela, e fica convencida disso? Pode ser que ele esteja, mas quem na verdade está convencida realmente que o outro está apaixonado é você, não é o outro.  Cada um tem o seu olhar.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Essa, conforme o pesquisador, é uma realidade difícil para grande parte das pessoas entenderem. Assim, ele elucida este fato ao frisar que “Ninguém é dono da onda do mar, da brisa que sopra, do calor asfixiante, do voo das gaivotas, das estrelas, inclusive ninguém é dono nem da própria vontade”. Por essa razão, surgiu o livro “Um olhar sobre o nosso olhar” com a proposta de fazer com que os leitores olhem para si mesmos e façam uma análise do que e como eles enxergam determina coisa ou situação, fazendo o exercício de avaliar também a percepção do outro.

Luiz possui uma excelente habilidade com a escrita, de modo a fazer com que os leitores absorvam todo o conhecimento disponibilizado por ele no livro “Um olhar sobre o nosso olhar”. A obra integra diversas áreas do conhecimento, como a filosofia, as crenças, a ciência, a sociologia e a literatura, o que faz a leitura fluir de forma clara e diversificada.

Mesmo com essa facilidade e amor por escrever e contar histórias desde criança, o médico nunca havia publicado nenhum dos seus escritos. Por isso, a história de escrita e principalmente de publicação desse primeiro livro da vida de Luiz aconteceu de maneira espontânea.

Eu sempre escrevi muito. Sempre anotava, mas nunca publicava. Sempre jogava num canto da gaveta e não me incomodava. Veio essa pandemia, eu não tinha clientes no consultório, e fiquei com mais tempo livre. E ai comecei a escrever, sem pensar que ia fazer um livro.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise. / Foto: Arquivo Pessoal.

A Editora Dialética é sempre muito diversa e múltipla em se tratar de publicações, cada análise é tratada de maneira única para que esteja de acordo com o que o autor sonha para a sua primeira obra e para as próximas que por ventura são publicadas.

A pesquisa desenvolvida por Luiz é ampla e não se aplica ou destina-se somente ao âmbito da psicanálise, pois desencadeia uma discussão acerca de diferentes aspectos da vida das pessoas como indivíduo e como ser social, além de desafiar o leitor a olhar de verdade para si com uma visão analítica sobre suas convicções. Luiz conta que essa foi a parte mais desafiadora do livro, questionar aquilo que as pessoas veem no outro e aquilo que se encontra dentro delas mesmas e que na maior parte das vezes elas não percebem.

A parte mais difícil foi mostrar que aquilo que ele via no outro era nada mais nada menos do que aquilo que estava dentro da própria cabeça dele.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Sobre os pontos de facilidade para a escrita dessa obra, Luiz destaca com alegria a parte de filogenia presente no livro, ciência que estuda a formação e o desenvolvimento de diferentes grupos e organismos, bem como a sequencia do desenvolvimento dos animais e das plantas. O pesquisador relata que teve um grande prazer em escrever sobre essa sequencia entre a filogenia.

No decorrer do livro, eu faço uma extensão sobre as plantas e as bactérias. As bactérias se comunicam entre elas para poder se agruparem e conseguirem o território delas. É isso que eu tento colocar no livro,[…] esse processo de evolução.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Nesse sentido, ele aponta o desejo de que o livro passe a mensagem já refletida no próprio título, que pede para que o eleitor faça sempre uma análise em relação as suas verdades únicas. Desse modo, Luiz afirma que pretende continuar com os estudos e a publicação nessa área, pois as pessoas estão sempre a procura de mais conhecimento e informação.

A pessoa está sempre procurando livro e o que me da vontade de continuar escrevendo é por isso.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Luiz defende que os livros são essenciais para tornar as pessoas seres portadores dos diferentes tipos de conhecimento. O pesquisador argumenta que, embora de uma maneira geral o aprendizado não seja padrão, quando ao menos uma pessoa consegue absolver algo por meio dos livros, isso deve ser celebrado, pois contribui para o avanço humanístico.

Para retratar isso já no primeiro contato do leitor com o livro, Luiz pensou inicialmente em uma capa inspirada em uma foto conhecida mundialmente, que se caracteriza por ser uma imagem onde diversas crianças do Continente Africano estão sentadas em circulo com os pés próximos uns dos outros. Essa imagem representa o conceito “Ubuntu”, filosofia que significa acolhimento, respeito, partilha, cuidado, confiança e empatia. Conceito este que Luiz quis aplicar em sua capa de forma a promover a diversidade. Sua ideia era que a capa mantivesse a essência da imagem original, mas trouxesse diferentes etnias, gêneros e faixas-etárias. Entretendo, por conta da dificuldade com relação aos direitos autorais da foto original, essa ideia de capa não pode seguir adiante. Então, o pesquisador optou por uma capa mais minimalista, que também apresenta sentido para o leitor no contato com a obra.

Em relação a primeira experiência de publicação, Luiz afirma que a parceria com a Editora Dialética foi um diferencial.

Tive muito prazer no contato com a Dialética. Sem dúvida nenhuma, foi uma aceitação praticamente gratuita. Só tenho aplausos.

Luiz Levy é Médico Psicanalista, Coo-fundador de um dos primeiros centros na América Latina para tratar paralisia cerebral, foi Superintendente de Reabilitação Profissional, Secretário Executivo do Bem-Estar Social e atuou como Presidente da SBPRJ e da Sociedade Brasileira de Psicanálise.

A Editora Dialética é a maior editora acadêmica do Brasil e, além de ter um time de consultores editoriais especializados para sanar todas as dúvidas dos autores, conta com um Conselho Editorial de referência nacional e internacional responsável por analisar as obras enviadas para a empresa. Somado a isso, a Dialética busca o melhor para os seus autores e suas obras, portanto, os livros desses escritores são finalizados em até 60 dias após o envio final do texto e benefícios como rapidez na entrega, direitos autorais justos e preços mais baixos para a publicação são algumas das preocupações da editora.

Você também tem alguma pesquisa ou estudo relevante a ser publicado como livro? Publique você também o seu estudo acadêmico e forneça material didático para a sua área de pesquisa. Clique aqui e converse com um de nossos consultores editoriais sobre como publicar sua tese e/ou dissertação como livro. Ou clique aqui e converse com um dos nossos consultores editoriais sobre como publicar seu artigo científico como capítulo de livro.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Inscreva-se em nosso blog.

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu e-mail.

POSTS MAIS RECENTES

Livro “Razoabilidade e a Proporcionalidade como Garantias Constitucionais na Dosimetria da Penalidade Disciplinar”, de Adir Claudio Campos, é uma produção que, entre outras coisas, busca promover uma reflexão sobre esse tema ainda pouco compreendido e considerado pela administração pública e o judiciário

Adir Claudio Campos possui vasta experiência em direito administrativo, tendo atuado como assessor jurídico na Câmara Municipal de São Paulo e na Câmara Municipal de Uberlândia, além de ter exercido o cargo de Subprocurador-geral e Procurador-geral do Município de Uberlândia.

Leia mais »

Romance, ficção, política e outros temas estão presentes no livro “Sem Trégua: um legado de ensinamentos de como sobreviver à pobreza e à vida profissional no meio político”, da escritora Aracilba Alves da Rocha. Livro publicado pela Editora Dialética será lançado em 8 de julho em João Pessoa

Aracilba Alves da Rocha é uma profissional que vive atualmente em João Pessoa, na Paraíba e possui 40 anos de experiência em administração de empresas públicas. A escritora é Graduada em Engenharia Civil, Especialista em Gerenciamento de Empresas Públicas, Planejamento Urbano, Gestão de Habitação Popular e Finanças Públicas. Além disso, possui vasta experiência em Gerenciamento Executivo, que abrange empresas do Setor Elétrico, Telefonia, Saneamento e Transporte, Finanças Públicas, Administração e Planejamento.

Leia mais »

Escritor, Fernando Couto de Magalhães, publica a obra “Instituto Hawkins e as anomalias do tempo”, ficção científica que conta a história de um paleoantropólogo brasileiro que viaja por diversas partes do mundo em prol de descobertas pré-históricas 

Fernando Couto de Magalhães possui formação em Comunicação Social, é Pós-Graduado em Ciências Humanas – História, Filosofia e Sociologia e possui cursos de extensão em universidades como Harvard e Universidade de Columbia nos campos da História da Globalização, Arqueologia e Museologia. Para o escritor, ser lançado no Brasil como autor de ficção científica é uma realização “incrível”.

Leia mais »

Educadora e Pesquisadora Regina Célia Fernandes da Costa Perpétuo lança livro ”A alfabetização de crianças com diagnóstico de deficiência intelectual: o direito à diferença”, obra que, dentre muitos aspectos, busca chamar a atenção da sociedade para esta realidade.

Regina Célia Perpétuo é Mestra em Educação pela Universidade Nove de Julho – UNINOVE, Pós-graduada (lato sensu) em Gestão pela Universidade Anhembi Morumbi, em Docência do Ensino Superior e em Psicopedagogia pela Faculdade Campos Elíseos, Graduada em Pedagogia pela Universidade Guarulhos – UNG e em Letras pela Universidade Brás Cubas – UBC.

Leia mais »

Quer receber mais conteúdos excelentes como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.221 – 1º andar, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04538-133 // Telefone: (11) 4118-6308