Blog da Editora Dialética

Plataforma Sucupira: o que é e para o que serve?

Se você atua em algum programa de Pós-Graduação, saber o que é e como funciona a Plataforma Sucupira é imprescindível.

A Plataforma Sucupira é a base de referência do Sistema Nacional de Pós-Graduação – SNPG. Além disso, caracteriza-se por ser também uma ferramenta fundamental na captação de dados, análises e avaliações.

O objetivo da Plataforma é disponibilizar em tempo real para a comunidade acadêmica os processos e procedimentos oferecidos pela Capes no programa SNPG, isso com muito mais transparência.

Igualmente, a ferramenta propiciará a parte gerencial-operacional de todos os processos e permitirá maior participação das pró-reitorias e coordenadores de programas de pós-graduação.

Ministério da Educação – Mec

Dessa maneira, se você atua em algum programa de Pós-Graduação, seja em projeto de iniciação científica, mestrado, doutorado ou, ainda, se é gestor acadêmico, coordenador de cursos acadêmicos ou professor universitário, saber o que é e como funciona a Plataforma Sucupira é imprescindível.

A Plataforma Sucupira foi desenvolvida com a finalidade de auxiliar os acadêmicos na busca por informações relevantes de maneira ainda mais rápida e segura. Nela é possível:

Encontrar cursos avaliados pela Capes;

Encontrar informações prestadas pelo professor sobre um produção de determinado período;

Ter acesso a a avaliação quadrienal da Capes;

Ter acesso a produções de diferentes acadêmicos;

Ter acesso a dados estatísticos de diferentes cursos.

A Plataforma Sucupira é fruto da parceria da Capes com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Em maio de 2012, as duas instituições assinaram um termo de cooperação para o desenvolvimento de um sistema destinado a coletar informações dos programas de pós-graduação em tempo real e estabelecer os procedimentos de avaliação com transparência para toda a comunidade acadêmica.

Para os programas de pós-graduação e as instituições de ensino, haverá:

Maior facilidade e simplicidade no processo de coleta e envio das informações;

Imediata visibilidade das informações da instituição;

Maior agilidade no processo de solicitações e comunicação junto à Capes.

Curiosidade:

De acordo com o Ministério da Educação, a escolha do nome da Plataforma é uma homenagem ao professor Newton Sucupira, autor do Parecer nº 977 de 1965. O documento, hoje conhecido como Parecer Sucupira, conceituou, formatou e institucionalizou a pós-graduação brasileira nos moldes como é até os dias de hoje. Newton Lins Buarque Sucupira, uma referência da educação brasileira, nasceu em Alagoas em 9 de maio de 1920 e faleceu no Rio de Janeiro em 26 de agosto de 2007.

Clique aqui e veja mais matérias.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Inscreva-se em nosso blog.

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu e-mail.

POSTS MAIS RECENTES

Romance, ficção, política e outros temas estão presentes no livro “Sem Trégua: um legado de ensinamentos de como sobreviver à pobreza e à vida profissional no meio político”, da escritora Aracilba Alves da Rocha. Livro publicado pela Editora Dialética será lançado em 8 de julho em João Pessoa

Aracilba Alves da Rocha é uma profissional que vive atualmente em João Pessoa, na Paraíba e possui 40 anos de experiência em administração de empresas públicas. A escritora é Graduada em Engenharia Civil, Especialista em Gerenciamento de Empresas Públicas, Planejamento Urbano, Gestão de Habitação Popular e Finanças Públicas. Além disso, possui vasta experiência em Gerenciamento Executivo, que abrange empresas do Setor Elétrico, Telefonia, Saneamento e Transporte, Finanças Públicas, Administração e Planejamento.

Leia mais »

Escritor, Fernando Couto de Magalhães, publica a obra “Instituto Hawkins e as anomalias do tempo”, ficção científica que conta a história de um paleoantropólogo brasileiro que viaja por diversas partes do mundo em prol de descobertas pré-históricas 

Fernando Couto de Magalhães possui formação em Comunicação Social, é Pós-Graduado em Ciências Humanas – História, Filosofia e Sociologia e possui cursos de extensão em universidades como Harvard e Universidade de Columbia nos campos da História da Globalização, Arqueologia e Museologia. Para o escritor, ser lançado no Brasil como autor de ficção científica é uma realização “incrível”.

Leia mais »

Educadora e Pesquisadora Regina Célia Fernandes da Costa Perpétuo lança livro ”A alfabetização de crianças com diagnóstico de deficiência intelectual: o direito à diferença”, obra que, dentre muitos aspectos, busca chamar a atenção da sociedade para esta realidade.

Regina Célia Perpétuo é Mestra em Educação pela Universidade Nove de Julho – UNINOVE, Pós-graduada (lato sensu) em Gestão pela Universidade Anhembi Morumbi, em Docência do Ensino Superior e em Psicopedagogia pela Faculdade Campos Elíseos, Graduada em Pedagogia pela Universidade Guarulhos – UNG e em Letras pela Universidade Brás Cubas – UBC.

Leia mais »

Quer receber mais conteúdos excelentes como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.221 – 1º andar, Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04538-133 // Telefone: (11) 4118-6308